Get Adobe Flash player

Reumatismo

Reumatismo? Mantenha-se em movimento!

Se sente dores nos músculos e nas articulações quando exercita o corpo, quando chega o frio, com a humidade, a mudança de tempo ou se sofre de alguma doença reumática diagnosticada saiba que está longe de ser o único. Segundo a Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas mais de um quarto da população Portuguesa sobre de afecções reumáticas, com especial incidência no género feminino.
A própria palavra “reumático” não é mais do que uma designação genérica vulgarmente atribuída ao conjunto de mais de 150 doenças distintas, que em comum têm o facto de afectar o sistema músculo-esquelético. Seja nos ossos, articulações, cartilagens, músculos, fáscias, tendões e/ou ligamentos, estas doenças provocam dores intensas, rigidez muscular e restrição, por vezes severa de movimentos.
De salientar que as doenças reumáticas mais comuns entre nós são a Artrite Reumatóide e a Osteartrose, também designada por Artrose. A primeira resulta da existência de inflamações nas articulações e nos tecidos que as envolvem, e a segunda de um desgaste articular natural, resultante do envelhecimento do organismo. Ambas provocam dor, rigidez e deformação nas articulações, contudo apenas no caso das artrites estas deformações são acompanhadas por sintomas inflamatórios como seja o rubor, o calor e o inchaço. Também em ambos os casos o tratamento convencional consiste na administração de analgésicos e/ou anti-inflamatórios de síntese química. Sim, falamos da conhecida “aspirina” que todos já experimentámos e que todos também já sabemos ter mais efeitos secundários do que benefícios.
As doenças reumáticas tendem a ser de carácter crónico e incurável e sabemos que afectam igualmente pessoas de todas as idades, pelo que deixamos algumas sugestões naturais a pensar, naturalmente, no seu bem-estar.
Do mundo vegetal salientamos a unha-do-diabo ou harpagófito, planta cuja raiz possui mais de 40 componentes activos com reconhecidas acções anti-inflamatórias e analgésicas, e que tem sido utilizada com muito sucesso pela fitoterapia na redução das dores e inflamações articulares. Os extractos da planta do incenso ricos em oleoresinas, os extractos de gengibre e salgueiro com fortes características anti-inflamatórias e analgésicas são também de referir.
A suplementação com glucosamina, um açúcar aminado essencial à formação das cartilagens e dos tecidos conjuntivos, é uma ajuda muito útil no alívio das dores, uma vez que parece retardar o aparecimento de lesões ajudar na reparação das articulações.
Outro componente natural da estrutura da cartilagem, dos tendões e dos ossos e que contribui para a integridade e saúde destas estruturas é a condroitina. Salienta-se ainda, o metilsulfonilmetano, um composto à base de enxofre, naturalmente presente em frutos, legumes e cereais, e que é um dos produtos essenciais à construção da matriz dos tecidos ósseos e cartilaginosos. Neste âmbito, destacam-se também os aminoácidos L-prolina e S-adenosilmetionina.
A cartilagem de tubarão minimiza a ocorrência de inflamações e actua impedindo a degradação dos tecidos cartilaginosos, razão pela qual é muito procurada por quem sofre de desgaste ósseo.
Todos sabemos que o mineral responsável pela dureza dos ossos é o cálcio, e portanto nestes casos é importante aumentar o seu consumo. Por outro lado, a vitamina D parece ser necessária à absorção do cálcio, e os minerais magnésio e boro importantes no processo de conversão da vitamina D no nosso organismo, pelo que são opções a considerar.Sabemos também que o silício, a vitamina B6 e o ácido fólico, contribuem todos para a protecção do esqueleto e das articulações.
Óleos ricos em ácidos gordos insaturados (ómegas-3) contribuem para a redução das inflamações e estimulam a imunidade, dois aspectos de grande utilidade no caso das artrites. São exemplos o óleo de peixe e o óleo de sementes de linho.Também o ácido gama-linolénico (GLA), ou ómega-6, presente nos óleos de sementes de borragem e de onagra influenciam favoravelmente a síntese de agentes anti-inflamatórios minimizando a inflamação e a dor.
Por fim, e no que respeita à Homeopatia destacamos os “Energizers”: S Move, S MG, S Inflamin e S Gota entre outros, uma mais valia quando aconselhados por técnicos experientes.Lembre-se que estas doenças apesar de não serem contagiosas nem letais, podem surgir em qualquer idade!
As afecções reumáticas podem ser causadas e agravadas por diversos factores a que convém estar atento, como sejam uma alimentação incorrecta, ocorrência de traumatismos, trabalhos físicos exigentes, excesso de peso e obesidade, sedentarismo, stress, ansiedade, infecções várias, depressões e alterações climatéricas.
As melhores formas de prevenção são a prática de um regime alimentar saudável e de actividades físicas regulares e de baixo impacto, como nadar ou caminhar, de modo a fortalecer os músculos e a melhorar o estado geral das articulações.

PROPOSTAS / MEDICAMENTOS:

Osteo-Aide

Flex Aide

Hi-B 50

B-12

S Move

Chá Rins

Fito Ren

Fito Hepar

Fito Circ



  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.