Get Adobe Flash player

Frieiras

As frieiras são uma afecção provocada pela exposição ao frio e à humidade, que atinge sobretudo as zonas do corpo mais expostas e periféricas como sejam as mãos, os pés, o nariz e as orelhas. Tomam a aparência de uma zona de pele fria, muito vermelha, inchada e sofrendo de um prurido intenso. Nos casos mais graves a zona inflamada pode originar a formação de bolhas que por sua conduzem ao aparecimento de feridas dolorosas.
As pessoas que sofrem de frieiras possuem uma reacção anormal ao frio, não conseguindo manter constante a temperatura das zonas de pele afectadas devido à existência de uma circulação sanguínea ineficaz ao nível dos vasos sanguíneos superficiais. Os factores genéticos e hormonais, bem como a existência de problemas circulatórios são os principais responsáveis pelo surgimento destas condições. O frio e a humidade são factores agravantes.As pessoas mais afectadas são as mulheres, pois possuem pior circulação nas extremidades e têm menos capacidade de reagir face a alterações de temperatura, e para além do mais de sofrem importantes alterações hormonais ao longo do seu ciclo de vida. Outro grupo igualmente afectado são os idosos, devido à insuficiência venosa que normalmente caracteriza o envelhecimento do corpo, e de um modo geral todos aqueles cuja actividade implique uma maior exposição ao frio.


A melhor forma de não ter frieiras é prevenir o seu aparecimento. Assim, deixamos aqui algumas medidas que o poderão ajudar a fazê-lo:

1. Mantenha as extremidades do corpo aquecidas, atenção que aquecimento deve ser gradual e nunca repentino portanto evite o contacto directo com fontes de calor muito fortes como os radiadores ou as lareiras. Use luvas, meias, gorros e calçado adequado, evite formas apertadas e materiais que facilitem a existência de humidade.
2. Evite lavar as mãos repetidamente com água fria, ou muito quente, e utilize sempre luvas para a realização de tarefas domesticas que implique mexer em água.
3. A circulação sanguínea melhora com o exercício físico moderado, bem como com a realização de massagens frequentes. Assim pratique qualquer exercício do seu agrado de modo frequente e experimente banhos quentes aromáticos, basta adicionar algumas gotas de óleos essenciais de gerânio e rosa à água do banho de modo a ajudar a activar a circulação sanguínea e a recuperar os tecidos afectados.
4. Sempre que sentir as mãos ou os pés arrefecerem efectue alguns movimentos de extensão para facilitar a chegada do sangue às extremidades.
5. A prática de uma alimentação equilibrada e variada é sempre importante, neste caso e chegado o frio deverá optar por alimentos que promovam o aquecimento do seu corpo, como a sopa, as papas de aveia, as batatas cozidas e pratos condimentados, por exemplo com gengibre, o alho, piri-piri e açafrão-da-Índia. E nunca se esqueça de beber pelo menos um litro e meio de água por dia, já sabe de certo que a melhor forma de o fazer é sob a forma de tisanas quentes.
6. Comece a fazer suplementação fitoterápica antes do frio chegar de modo a activar e promover a circulação sanguínea. No inicio do Outono opte pela toma de cápsulas ou extractos líquidos de plantas como o ginkgo, o castanheiro-da-índia, hamamelis ou o alho. Úteis são também suplementos ricos em omega-3 e omega-6, como são os óleos vegetais de linho, cártamo, onagra, ou borragem, as vitaminas E, C, preparações contendo rutina são igualmente benéficas.
7. Os Similia’s homeopáticos S-CIRC, S-FIRE, S-SEPSIS podem ser úteis quando aconselhados por terapeutas especializados.
No caso de já ter frieiras pode e deve utilizar todos estes conselhos e ainda massajar a zona afectada, no caso da ausência de feridas com um creme à base de arnica ou de hamamelis, no caso da existência de feridas com creme de calêndula ou de aloé. Esfregar a frieira com óleo de linho ou de amêndoas doces aromatizado com óleo essencial de gerânio, duas vezes por dia pode também ajudar a diminuir a comichão e a acelerar o processo de cura.
Por fim saiba que, se sofre frequentemente de frieiras, tem mais um motivo para adoptar as nossas sugestões, pois um grande número de pessoas que todos os anos sofriam com esta incómoda afecção têm relataram casos de sucesso total através da prevenção com fitoterápicos e Similia's.

13/01/2009


  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.