Get Adobe Flash player

A água

Revista n.º 9 - A Água - 22/07/2008

A água, a preservação da vida
No penúltimo número de "Medicina Alternativa" abordámos de forma genérica os Elementos astrológicos, que estão associados às quatro funções psicológicas do ser humano: a Água está relacionada com a função sentimento, a Terra com a percepção sensorial, o Fogo com a intuição e o Ar com o pensamento.

Todas as grandes cosmologias, explicam o início do universo com um conjunto de princípios ou elementos primordiais em número de três, quatro, cinco ou sete, que são as energias primevas que antecedem a manifestação da matéria. Esses elementos derivam de um princípio único ou consciência, que se diferencia em dois, os quais se unem para dar um terceiro ou filho, e a partir desta trindade surgem todos os seres, segundo a concepção taoísta; na concepção hindu, também existe uma trindade no princípio mesmo da manifestação, mas no desenrolar da ideação cósmica são concebidos cinco elementos: o éter, o ar, o fogo, a água e a terra, mas a um outro nível operam sete energias primordiais, que agem sobre as "substâncias" já criadas para a construção dos diversos planos da criação.
Na astrologia, consideram-se quatro elementos que, como já foi dito, são o Fogo, o Ar, a Terra e a Água, e depreende-se, pelo que acima se afirmou, não serem os compostos químicos do mesmo nome, mas sim energias subtis. Cada um manifesta-se de três modos, qualidades ou quaternidades distintas. Deste modo, são gerados os doze signos do zodíaco. Os princípios primordiais acima referidos, também têm o seu reflexo em todos os processos da vida, que se apresentam como dualidades: dia e noite, espírito e matéria, positivo e negativo, masculino e feminino, etc. Estas oposições são conciliadas por um terceiro factor - a alma ou filho - que participa das duas naturezas, ligando-as e dinamizando-as. Assim, cada elemento expressa-se através de três signos, nos modos Cardeal, Fixo e Mutável.

O Modo ou Qualidade cardeal expressa-se pela acção, o Modo Fixo pelo sentimento que cria atracção ou repulsão, e o Modo Mutável evidencia inteligência, adaptação e flexibilidade. Por serem três as Qualidades, os Elementos são também designados Trindades.
Desta vez vamos tratar a Trindade da Água, que se ocupa da preservação da vida. Este elemento age através de Câncer, de Escorpião e de Peixes. Câncer expressa-se no Modo Cardeal ou de actividade e representa, portanto, todos os esforços para a manutenção da vida, gerando e protegendo a prole. Escorpião, que se manifesta no Modo Fixo, de concentração de sentimentos, é o guerreiro que defende a vida da sua comunidade de todos os perigos físicos ou psicológicos.

E Peixes, que vibra no Modo Mutável, tenta apoiar a vida com um sentimento prático de universalidade, através da solidariedade, da tolerância, da compaixão e da empatia, especialmente para com aqueles que padecem, confinados à sua solidão e ao seu desequilíbrio. Nos organismos vivos o Elemento Água corresponde aos fluídos que trabalham para a manutenção das funções vitais. Na natureza, manifesta-se na seiva, no leite, no instinto de protecção e também no afecto. Contudo, o forte institnto biológico de conservação, no plano emocional, pode emergir como precaução, timidez, preocupação e desconfiança.
É um Elemento receptivo e feminino, que se pode manifestar, no exemplo extremo da mãe que dá a vida pelo seu filho, ou mesmo, no caso dum ser humano espiritualizado, no auto-sacrifício por uma causa, num campo mais abrangente, na defesa da Vida. Negativamente, pode produzir um efeito contrário de desvitalização, quando se expressa como medo e timidez exagerada, podendo ir ao extremo da deficiência mental, devido a uma excessiva permeabilidade às influências subliminais da psique familiar ou colectiva, esgotando, minando e desorganizando a energia psíquica.
No aspecto positivo, devido à extrema sensibilidade psíquica, a pessoa com uma forte acentuação na Trindade de Água entra facilmente em contacto com os sentimentos alheios, podendo ser útil na preservação da vida, ao assumir o papel de protectora. No outro extremo, pode ser o inimigo vicioso que sente instintivamente as fraquezas do seu oponente e usa-as para o destruir.

Por todas essas razões, os signos de Água são considerados cármicos e principalmente Escorpião e Peixes. Contudo, assumindo conscientemente esse carma, que se regenera pelo altruísmo, a Água pode expressar-se como um bálsamo no sofrimento alheio, e neste caso a Água comunica uma sensibilidade refrescante e curativa que se manifesta na resposta sentimental de empatia para com os que sofrem. Também se expressa no mundo das emoções profundas, nomeadamente devocionais, que protegem o indivíduo das influências exteriores e asseguram a focalização interior e o sentimento de protecção necessárias à reflexão profunda e à subtileza de percepção para realizar a mais profunda das aspirações da alma - o encontro com o Self, o Deus interno, a fonte de toda a Vida.


  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.