Get Adobe Flash player

A abelha e a Gota

Revista n.º 7 - A Abelha e a Gota - 22/07/2008

Gota, um tormento que até agora tem afligido muito mais os homens que as mulheres.
A história revela-nos que têm sido as mulheres as cozinheiras e os homens os grandes provadores de petiscos e comezainas. De um modo geral a mulher não se revela tão apreciadora de carne como o homem. Verifica-se mesmo que muitas mulheres revelam espontaneamente ter enjoado a carne e apenas condescenderem em comê-la por muitas vezes não ser socialmente aceitável não o fazerem. O consumo desenfreado de carne é responsável por uma grande maioria de doenças, sobretudo as doenças reumatismais, as doenças cujo ataque é dirigido à estrutura óssea e articular. Não é possível tratar ninguém de problemas de reumatismo sem excluir o consumo de carne. A carne é um dos alimentos mais ácidos e a acidez é um dos principais factores de doença. É rica em ácido úrico que é o principal responsável pelas crises de gota. Outro dos principais responsáveis é também o marisco que associa ao ácido úrico uma elevada concentração de metais pesados, contribuindo para um excesso de radicais livres no organismo, a quem a ciência responsabiliza hoje pelo nosso processo de envelhecimento. Assim, se quer ser o melhor inimigo do seu melhor amigo, convide-o para jantar muitas vezes e insista na carne de porco e no marisco, costuma ser uma mistura de sucesso que com algum tempo nunca o deixará ficar mal. Mas, não se esqueça, se o amigo não quer ser vítima, diga que lhe faz companhia mas está muito mal disposto ou proibido pelo médico. Claro, há quem prefira tomar umas drogas químicas maravilhosas, mas olhe, tenha em conta que depois de umas quantas crises já não fazem o efeito esperado e que entretanto a retenção do ácido úrico nas articulações e os diversos ataques repetidos começam a deformar as articulações, a formar artroses e na terceira idade particularmente no sexo feminino a favorecer a osteoporose.

Portanto, comecemos a tratar a gota. Primeiro vamos ver o que devemos evitar e em seguida o que podemos tomar.Comecemos por parar com a carne, com o marisco e nos casos mais difíceis também com o peixe azul: sardinhas, cavalas, carapau do alto, salmão, atum, peixe espada de entre os principais.
Passemos agora ao que fazer: é necessário beber bastantes líquidos, de preferência infusões com propriedades diuréticas. Existem chás apropriados disponíveis no mercado. Iniciar imediatamente uma dieta de legumes e peixe, excepto os peixes proibidos e comer também bastantes saladas, vegetais crús. Em fitoterapia, "Harpagophytum" ou unha do diabo é talvez a mais específica. Em Homeopatia "Apis melifica" preparado a partir do veneno da abelha, é um dos primeiros a pensar na fase mais dolorosa em que persiste um edemaciamento em tudo semelhante ao resultante da picada deste insecto.

É caso para dizer este insecto é tão bom para o homem que nem o seu veneno é excepção.


  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.