Get Adobe Flash player

O que é o colesterol?

O colesterol é uma gordura, um lípido existente nas membranas celulares de todos os tecidos, animais e vegetais.
No caso dos animais é transportado pelo sangue, e desempenha um papel importante em muitos processos bioquímicos. Popularmente diz-se Colesterol “ALTO”, (hipercolesterolémia), normalmente resulta de hábitos alimentares incorrectos e pode estar associado ao aparecimento de doenças cardiovasculares. Contudo, a maior parte do colesterol existente no organismo humano é sintetizado por nós, sendo apenas uma pequena parte directamente fornecida pela dieta.
São as nossas emoções que se reflectindo hormonalmente vão causar todas as variações químicas, algumas das quais ainda inexplicáveis pelas “ciências médicas”.
O colesterol é maioritariamente produzido pelo fígado, sendo essencial ao bom funcionamento das células e necessário à síntese de determinadas hormonas, da vitamina D e do ácido biliar. É insolúvel em água e para ser transportado pelo sangue liga-se a lipoproteínas específicas, partículas esféricas compostas por lípidos e proteínas hidrossolúveis. Dessa ligação surgem as lipoproteínas de baixa densidade ou LDL (low density lipoprotein) e as lipoproteínas de alta densidade HDL (high density protein), utilizadas para diagnosticar os níveis de colesterol na corrente sanguínea.O LDL, por ser responsável pelo transporte do colesterol do fígado até as células de vários outros tecidos, pode depositar-se mais facilmente no interior das paredes das artérias e dos vasos originando, eventualmente placas de colesterol que dificultam a circulação sanguínea, podendo contribuir para o surgimento de doenças cardiovasculares. Por isso é incorrectamente apelidado de “mau colesterol”.O HDL transporta o colesterol dos tecidos para o fígado, e parece ser capaz de absorver os cristais de colesterol, que começam a ser depositados nas paredes arteriais, diminuindo o risco de depósito e desempenhando uma acção protectora, e por isso apelidado de “bom colesterol”.Por estas razões a medicina diz ser importantes termos níveis baixos de LDL e elevados de HDL.
Os triglicéridos, lipídos provenientes, essencialmente da alimentação são outro tipo de gordura presente no nosso sangue e constituem a nossa principal reserva de energia. Contrariamente à opinião médica corrente, os triglicéridos não têm de estar forçosamente associados à glicemia e ao colesterol, conforme estudos clínicos têm demonstrado.Clinicamente aconselham-se valores de colesterol total inferiores a 200 mg/dl, níveis de LDL menores que 115 mg/dl e de HDL superiores a 40 mg/dl, os triglicéridos deveram ainda apresentar valores inferiores a 150 mg/dl, tudo isto naturalmente depende dos métodos laboratoriais utilizados.Salienta-se que apresentar valores fora dos limites recomendados aumenta seriamente o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.


  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.