Get Adobe Flash player

Ginkgo

O ginkgo (Ginkgo biloba) é uma árvore sagrada no Oriente, conhecida como a Árvore da Longevidade, uma vez que pode sobreviver até aos 4 mil anos de idade. Originária da China, Japão e da Coreia esta árvore possui folhas ricas em ginkgólidos, polifenóis dos quais se destacam os flavonóides, proantocianidinas, fitoesteróis e ácidos gordos. Estes compostos actuam no organismo humano favorecendo a oxigenação dos tecidos. Contribuem ainda, para o aumento da resistência dos vasos capilares e para a diminuição da permeabilidade vascular. Actuam como vasodiladores periféricos e inibidores da agregação plaquetária, previnem a peroxidação lipídica causada pela acção dos radicais livres, ajudando assim a evitar a perda de memória e a decadência das funções cognitivas, bem como os ataques cardíacos ou AVCs.
Os extractos das folhas de ginkgo são tradicionalmente utilizados em casos de perda de memória, vertigens, zumbidos, dores de cabeça e ansiedade, como em todos os sintomas resultantes da insuficiência vascular cerebral. Na prevenção da arteriosclerose e da formação de coágulos, e ainda em casos de diminuição do rendimento intelectual, Síndroma de Raynaud, claudicação intermitente, demência senil e Alzheimer.
Actualmente o interesse no ginkgo centra-se essencialmente na sua capacidade de prevenir a perda de memória resultante do envelhecimento, contudo existem também indicações de que nas pessoas saudáveis a planta melhora consideravelmente a capacidade de concentração e memória. Estudos revelam que também pode retardar a progressão dos sintomas da doença de Alzheimer. Parece ainda ser útil na melhoria do desempenho sexual de homens com impotência.
As formas de administração mais utilizadas em fito terapia são os extractos secos (comprimidos e cápsulas) e os extractos líquidos (ampolas e tónicos). Nunca é demais referir que as indicações de toma e as dosagens referidas na rotulagem dos diferentes produtos devem ser respeitadas integralmente, excepto em caso de indicação médica.
Em casos muito raros de hipersensibilidade pessoal, o ginkgo pode causar irritabilidade, dermatites, cefaleias, náuseas e vómitos, sintomas que desaparecem imediatamente assim que a toma é suspensa.
A planta é contra-indicada no caso de toma de medicação anticoagulante.


  • Facebook: 100010063560908
  • YouTube: MydoctorClinic

Conselhos de saúde do Prof. Carvalho Neto.